SEU DISTRIBUIDOR
DE EQUIPAMENTOS
FOTOVOLTAICOS

X

CLIQUE E ENTRE JÁ
EM CONTATO CONOSCO!

11 2610-4004

atendimento@

11 98988-7666

VENDA EXCLUSIVA PARA REVENDA

VENDA EXCLUSIVA
PARA REVENDA

DISTRIBUIDOR OFICIAL DA GROWATT NO BRASIL

DISTRIBUIDOR OFICIAL
DA GROWATT NO BRASIL

PRIMEIRO SERVICE CENTER OFICIAL DA GROWATT NA AMÉRICA LATINA

PRIMEIRO SERVICE CENTER OFICIAL
DA GROWATT NA AMÉRICA LATINA

Qual Formato de Módulo Fotovoltaico é Mais Eficiente? 182 ou 210 mm?

11/11/2021

Qual Formato de Módulo Fotovoltaico é Mais Eficiente? 182 ou 210 mm?

A fabricante chinesa JA Solar recentemente publicou suas descobertas resultantes da comparação de dois formatos de painéis solares disponíveis no mercado, de 182 e 210 mm.

Em 2021, em parceria com a TUV Nord, ela iniciou uma pesquisa de campo em Yinchuan, na China, para coletar dados de funcionamento e desempenho dos módulos da linha DeepBlue 3.0 de 182 mm da JA Solar e os de 210 mm de um fabricante mantido em anonimato. Os geradores foram instalados em um local árido, com temperatura média de 8,5 graus Celsius e cerca de 3.000 horas de irradiação solar por ano. Cada array totalizava cerca de 7 kW e estava instalado a um ângulo de 40 graus a um metro do chão, conectado a um inversor de 20 kW. Vale ressaltar que, além de condições ambientais idênticas para ambos os formatos, o estudo só usou dados do medidor DC para evitar a influência da performance do inversor.

A conclusão da comparação entre os dados coletados em 6 meses, até 21/08/2021, foi a de que o formato menor permitiu uma geração média diária quase 2% superior (4,88 kWh/kW contra 7,77 kWh/kW). Os dados também revelaram que, nos dias de maior incidência solar, de maio a julho mais especificamente, a diferença em performance chegou a 2,5%.

De acordo com a JA Solar, o desempenho inferior dos painéis maiores pode ser explicado pelo fato de que as correntes maiores geradas levaram a uma maior resistência e, consequentemente, a uma maior perda de energia na forma de calor. Além disso, foi verificado que a temperatura de funcionamento dos módulos da JA Solar, 1,7 graus Celsius inferior, potencializou a melhor performance. O estudo continua em andamento e deve se estender pelo total de 12 meses. A JA Solar informa que publicará os resultados, com o máximo de detalhes possível, quando de sua conclusão.

 

Fonte: PV Magazine

Photo by Chelsea on Unsplsh

Voltar