SEU DISTRIBUIDOR
DE EQUIPAMENTOS
FOTOVOLTAICOS

X

CLIQUE E ENTRE JÁ
EM CONTATO CONOSCO!

11 2610-4004

atendimento@

VENDA EXCLUSIVA PARA REVENDA

VENDA EXCLUSIVA
PARA REVENDA

DISTRIBUIDOR OFICIAL DA GROWATT NO BRASIL

DISTRIBUIDOR OFICIAL
DA GROWATT NO BRASIL

PRIMEIRO SERVICE CENTER OFICIAL DA GROWATT NA AMÉRICA LATINA

PRIMEIRO SERVICE CENTER OFICIAL
DA GROWATT NA AMÉRICA LATINA

Produção de Hidrogênio com Energia Solar e Biomassa

06/05/2022

Produção de Hidrogênio com Energia Solar e Biomassa

Dentre todos os caminhos existentes rumo a uma economia global de zero carbono, o hidrogênio é a menina dos olhos, pois é a fonte que queima de forma mais limpa, liberando apenas água como subproduto. Infelizmente, a maneira atual de produzir hidrogênio é intensiva em energia e carbono, ou seja, o hidrogênio é limpo, mas processo de produzi-lo nem sempre é.

Em termos práticos e atuais, cada avanço na produção de hidrogênio é normalmente acompanhado por desvantagens em dobro em termos de emissões de CO2 associadas. Certos processos industriais geram quase 30 quilogramas de CO2 para cada quilograma de hidrogênio: uma matemática difícil de abraçar.

Uma equipe liderada pelo professor Shutaro Takeda, da Universidade de Kyoto, no Japão, resolveu comprar a briga pela produção limpa de hidrogênio utilizando a energia solar, um candidato óbvio, mas de difícil aplicação devido à intermitência da irradiação. Com determinação, embasamento científico e muita inovação, eles desenvolveram um novo projeto de usina de hidrogênio utilizando recursos totalmente renováveis.

A nova abordagem tem início com a energia solar, capturada para aquecimento. A energia termossolar é então usada para gaseificar biomassa proveniente de madeira cultivada. Essa combinação de dois sistemas diferentes cria um novo tipo de instalação de hidrogênio que a equipe chama de usina de produção de hidrogênio por gaseificação indireta de biomassa movida a energia solar, ou usina SABI-Hydrogen. Trata-se da combinação mais eficaz e prática encontrada até hoje para produzir hidrogênio com baixa pegada de carbono.

Entenda o processo:

  1. A luz do Sol é capturada por meio de um arranjo de espelhos especiais, chamados heliostatos, que focalizam a luz em um receptor no topo de uma torre, viabilizando temperaturas de até 1.000 graus Celsius.
  2. O calor é transferido do receptor para a parte gaseificadora do sistema, onde um recipiente contendo pequenos pedaços de madeira (biomassa) é aquecido intensamente na ausência de oxigênio. Em vez de queimar por combustão, os cavacos são convertidos em uma mistura de gases contendo uma grande proporção de hidrogênio. Essa mistura é conhecida como gasogênio ou gás de síntese.
  3. Alternativamente, na ausência do aquecimento solar, como durante a noite ou em dias de chuva, o gaseificador também pode ser aquecido convencionalmente pela queima de biocombustível para fornecer calor ao sistema.

O impacto ambiental geral do projeto foi avaliado com base em um método padrão internacional chamado ReCiPe2016, que apontou que o sistema SABI-Hydrogen emitiria apenas 1,04 kg de CO2 por kg de hidrogênio produzido, o menor valor entre todos os métodos de produção de hidrogênio existentes.

Vale ressaltar que há muitos outros estudos no mundo para desenvolver tecnologias que viabilizem o uso do hidrogênio. A Universidade Federal de Itajubá, onde se formaram dois dos fundadores da Inovacare SOLAR, por exemplo, lançou em 03/05/2022 a pedra fundamental do Centro de Hidrogênio Verde (CH2V), em seu Campus-Sede em Itajubá, MG, cujo objetivo é ajudar as empresas nacionais na transição energética, trocando o uso de combustíveis fósseis pelo hidrogênio, desenvolvendo e aplicando pesquisas para a adaptação de equipamentos e processos para o uso, tais como motores de combustão interna, geração de energia elétrica, armazenamento de energia, produção de fertilizantes e mobilidade, dentre outros. O laboratório deverá ficar pronto em 18 meses e valorizará ainda mais a presença dos cientistas brasileiros no cenário internacional.

Mais uma vez, temos a prova de que a energia solar é o caminho para abandonarmos em definitivo os combustíveis fósseis e garantirmos um futuro sustentável para as próximas gerações.

 

Saiba mais sobre o CH2V em: https://unifei.edu.br/blog/unifei-foi-escolhida-por-agencia-alema-para-a-receber-usina-de-hidrogenio/

 

Fonte:

SITE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Usina produz hidrogênio limpo com energia solar e biomassa. 24/01/2022. Online. Disponível em www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=usina-produz-hidrogenio-limpo-energia-solar-biomassa. Capturado em 05/05/2022.

 

Photos by Val Toch on Unsplash and FP_atkwork on www.freepik.com

Imagem: KyotoUShutaro Takeda

Imagem: KyotoUShutaro Takeda

Voltar